Pressão pública surte efeito e Rio supervisiona Iabas

O governo do Estado do Rio instalou nesta terça (19) o Comitê de Supervisão dos Hospitais de Campanha, que dará suporte à Secretaria de Estado de Saúde na fiscalização da estrutura montada pelo estado, em caráter emergencial, para o atendimento às vítimas da Covid-19. Coordenado pelo vice-governador, Cláudio Castro, o comitê vai fiscalizar todos os aspectos dos contratos com a organização social Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde (Iabas) para administração dos hospitais de campanha do Maracanã, de Duque de Caxias, de Nova Iguaçu, de Casimiro de Abreu, de Nova Friburgo, de Campos dos Goytacazes e São Gonçalo.

Neste último, o atraso que ultrapassa os 20 dias foi justificado pela Iabas por conta de “fortes chuvas”, porém, a meteorologia apontou apenas uma chuva no período das obras, considerada “moderada”.

A primeira reunião com a direção do Iabas ocorreu na noite desta segunda. No encontro, no Palácio Guanabara, sede do governo estadual, o comitê cobrou dos dirigentes da empresa explicações para os atrasos das obras de montagem dos hospitais, exigiu o cumprimento dos cronogramas estipulados e a entrega dos equipamentos previstos em contrato no prazo mais breve possível. O superintendente do Iabas, Hélcio Watanabe, explicou sobre alguns problemas nas obras e se comprometeu a apresentar um plano imediato e concreto de abertura de leitos em cada unidade em até 48 horas.

Brasil

Mais Artigos

Rio de Janeiro

Mais Artigos

Economia

Mais Artigos

Internacional

Mais Artigos

Cultura

Mais Artigos

Saúde

Mais Artigos

Política

Mais Artigos

Magnavita

Mais Artigos

O desaparecimento do advogado Juliano Gomes e a suas denúncias contra o pastor Everaldo ganharam destaque na mídia. A Polícia de Minas já tem a suspeita de um executor e emitiu ordem de captura.

Mais Notícias

Mais Artigos

Seria aconselhável que o círculo mais próximo de assessores presidenciais questionasse o chefe

Tristão impõe permanência de Mercês em duro telefonema. Governador faz juiz largar magistratura e promete presidência da Fundação do PSC. MP fala de novas provas e partido não pune Ottoni de...

Augusto Aras tem demonstrado imparcialidade à frente da Procuradoria Geral da República